Alta temperatura requer dieta rica em folhas e frutas

Por Cláudio Gouveia - ter 05 fev, 10:45 am

Especialista do Senac Bauru orienta como produzir cardápio equilibrado para a estação

Alta temperatura requer dieta rica em folhas e frutasNo verão, o recomendável é ter uma alimentação mais leve, com um cardápio balanceado, o que inclui variedades de frutas, verduras e folhas que ajudem a manter o equilíbrio do organismo para enfrentar as altas temperaturas do dia a dia. Entretanto, por causa das fortes chuvas da estação, algumas hortaliças e frutas acabam ficando mais caras, como é o caso da alface, rúcula, couve-flor, couve manteiga, brócolis, tomate e mamão.

Segundo Lucélia Campos Martins, docente do curso Técnico Nutrição e Dietética do Senac Bauru, além do preço mais salgado, o rendimento nutricional desses produtos também é ruim devido à qualidade inferior ocasionada pelo fator climático. “Muitas pessoas acabam tendo que selecionar apenas as partes boas e deixam de lado cascas, folhas e talos por estarem com um visual menos atrativo”, afirma ela.

Para economizar na compra desses alimentos e também manter a dieta saudável, a docente recomenda a substituição deles por outros tipos de verduras, como a acelga e o repolho, que possuem mais resistência neste período. “São vegetais que oferecem equilíbrio à alimentação. Podemos fazê-los na forma de salada, acrescentar algumas fatias de laranja e preparar um molho à base de mel, laranja e gergelim. É uma opção saudável e barata para enfrentar os dias de calor”, ensina a docente.

Dar preferência aos produtos da época também é uma boa saída para gastar menos na hora de fazer a feira. “Entre as frutas temos, por exemplo, a melancia e o melão, que neste período estão mais saborosos e ajudam a hidratar. Isso é muito importante, principalmente com as altas temperaturas. Além disso, como são produtos desta estação, possuem preços mais baratos”, diz.

Lucélia ensina que além de comer as frutas em pedaços, uma forma divertida e refrescante é fazer sucos concentrados, despejar em forminhas de gelo e levar ao congelador por algumas horas, resultando o produto em picolés. “É uma opção para os pais que têm dificuldades em inserir frutas na dieta dos filhos e também uma ótima saída para se refrescar”, conta.

Curso na área

Para as pessoas que têm interesse em saber mais sobre como produzir um cardápio rico em vitaminas, o Senac Bauru está com inscrições abertas para o curso técnico Nutrição e Dietética. A programação, que possui 1.200 horas de duração, desenvolve competências gerais sobre ações voltadas à alimentação humana, a partir do estudo das necessidades nutricionais de cada pessoa. Ao final das aulas, o participante fica apto para atuar na dieta de restaurantes, hospitais, escolas e hotéis. Mais informações pelo endereço eletrônico www.sp.senac.br/bauru.

Fonte: JCNET

Comentar